Gio Reyna não pretende deixar o Dortmund cedo e deve representar a USMNT em breve

Reyna chegou ao U-19 do BVB no verão europeu de 2019, contratado junto a academia do New York City FC. Em janeiro de 2020, foi promovido para equipe profissional após apenas 12 jogos (4 gols e 7 assistências) com a equipe de jovens. 

O jovem meia-atacante disputou 18 partidas pelos aurinegros no segundo semestre do ano e superou o recorde de mais jovem jogador americano a estrear na Bundesliga que pertencia ao compatriota Christian Pulisic.

Reyna marcou seu primeiro gol com o manto amarelo contra o Werder Bremen, nas oitavas de final da DFB-Pokal. E foi um legítimo golaço, embora não suficiente para classificação. Com este tento, Gio quebrou outro recorde: tornou-se o mais jovem a marcar pela competição. Também fez história pela Liga dos Campeões: mais jovem a estrear pelo BVB no torneio, além de se tornar o mais jovem americano a marcar gol e dar assistência. Recordes atrás de recordes. 

Na preparação para próxima temporada, Reyna começou muito bem. Já marcou quatro gols em três jogos amistosos disputados. O jovem terá em 2020/21 a sua primeira temporada completa como profissional do Borussia Dortmund - e se depender dele, a primeira de muitas.

"No momento, estou muito feliz aqui (em Dortmund) e é isso que conta. Não penso em apenas passar por Dortmund. 
 É um clube que luta por títulos. Os incríveis adeptos tornam o BVB algo especial", disse Reyna ao Bild. 

Jogar com outros jovens talentos é uma motivação a mais para o americano. Em Erling Haaland e Jadon Sancho, Reyna tem dois exímios companheiros de ataque e espelhos a seguir. Até o momento, as duas assistências que distribuiu em jogos oficiais pelo BVB, foram para o norueguês. 

“É muito divertido estar em campo com Jadon e Erling. No (primeiro) jogo da Champions League contra o Paris, formamos o ataque no final e vencemos por 2-1. Dois jovens de 20 (Jadon e Erling) e um de 17 anos, isso é muito legal. Isso pode deixar o clube orgulhoso, porque é exatamente isso que o clube representa".

O desempenho de Reyna não passou despercebido nos Estados Unidos, ele poderia estrear pela seleção antes de completar 18 anos no dia 13 de novembro, todavia, a pandemia da covid-19 o impediu, disse o técnico Gregg Berhalter ao SportBild. Mas, ele terá a chance de defender as cores de seu país em breve. 

"A única razão pela qual Gio ainda não foi convocado é que nossos testes de março contra a Holanda e País de Gales foram cancelados por causa da pandemia do coronavírus. Ele vai ter uma chance na nossa próxima partida (prevista para novembro), isso está claro. Reyna tem uma mentalidade excelente. Ele é um adolescente, mas joga como se já estivesse por aí há muito tempo. Ele tem essa fome de vencer tudo e de melhorar a cada treino".

Reyna - cujo pai, Claudio, jogou pela USMNT, Bayer Leverkusen, Wolfsburg, Glasgow Rangers, Sunderland, Manchester City e New York Red Bulls - pode fazer sua terceira partida como titular na Bundesliga no fim de semana de abertura da nova temporada, quando o Dortmund receberá o Borussia Mönchengladbach no Signal Iduna Park (clique para conferir a tabela da primeira rodada). 

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.