Guia da Bundesliga 2020/21 - Borussia Dortmund


A temporada 2020/21 da Bundesliga está prestes a começar. Por isso, a equipe do Fussball Brasil se reuniu para fazer um guia da temporada para você ficar por dentro das equipes que disputarão esta edição da primeira divisão do Campeonato Alemão. Aqui, falaremos sobre o Borussia Dortmund - clique para conferir o guia completo.

INFORMAÇÕES BÁSICAS

Participação: 54ª
Títulos do Campeonato Alemão: 8
Estádio: Signal Iduna Park
Cidade: Dortmund, Renânia do Norte-Vestfália
Apelido: Schwarzgelben (Auri Negros)

COMO FOI A TEMPORADA 2019/20

Por alguns momentos da última temporada, parecia que Lucien Favre não teria vida longa no seu emprego. Atuações pouco convincentes, em que o time recuava em campo após abrir o placar e acabava cedendo o empate, chegaram a colocar o Borussia Dortmund em 8º depois de seis rodadas. Mas o próprio treinador suíço ajudou a virar a maré. Saindo do 4-2-3-1 para o 3-4-3, a equipe passou a sofrer menos na defesa e aproveitou bem a velocidade de seus alas, especialmente Achraf Hakimi na direita.

As chegadas da janela de inverno também trouxeram grande contribuição no meio da temporada, em especial o incrível Erling Haaland. O time acabou o campeonato alemão com 81 gols, maior marca da história do clube, mas nem mesmo a forte arrancada final foi capaz de trazer o título. Se na Bundesliga e na Champions League o Borussia Dortmund caiu diante dos poderosos FC Bayern e PSG, respectivamente, na DFB-Pokal a queda foi contra um Werder Bremen de péssima temporada, provavelmente o resultado mais frustrante do ano.

O QUE ESPERAR DA TEMPORADA 2020/21

O Borussia Dortmund acumula talento jovem em seu elenco, mas dois deles estão claramente mais prontos que os demais e terão a chance de disputar uma temporada completa juntos pela primeira vez. A dupla formada por Erling Haaland e Jadon Sancho gera - com razão - grande expectativa, mesmo que curiosamente só um dos 16 gols do norueguês pelo BVB tenha surgido de uma assistência do inglês. Juntando a eles Youssufa Moukoko, Jude Bellingham, Reinier e Giovanni Reyna, temos um elenco com seis nomes nascidos em 2000 ou depois que podem ter grande impacto na equipe já no próximo ano.

O problema para esses adolescentes e seus companheiros é ter que competir com o FC Bayern, mais experiente e que não dá sinais de que vai cair em comparação com o último ano, quando venceu a tríplice coroa. Nas duas últimas temporadas, o Borussia Dortmund foi eliminado nas oitavas de final da DFB-Pokal, mas o mata-mata doméstico ainda representa a melhor chance de título para o clube. Ter um futebol ofensivo e olhar para os jovens são ótimos princípios, mas o alto investimento também já cria expectativas por troféus relevantes

QUEM CHEGOU E QUEM SAIU

Contratações: Jude Bellingham (17 anos/Birmingham), Thomas Meunier (28 anos/PSG), Reinier (18 anos/Real Madrid - empréstimo)

Promovidos: Immanuel Pherai (19 anos/Borussia Dortmund U-19), Youssoufa Moukoko (15 anos/Borussia Dortmund U-19)

Retornos: Felix Passlack (22 anos/Fortuna Sittard), Marius Wolf (25 anos/Hertha Berlim)

Saídas: Ömer Toprak (30 anos/Werder Bremen), Leonardo Balerdi (21 anos/Olympique de Marselha - empréstimo), Dzenis Burnic (22 anos/Heidenheim), Mario Götze (28 anos/sem clube), Eric Oelschlägel (24 anos/sem clube), André Schürrle (29 anos/aposentado), Achraf Hakimi (21 anos/Inter de Milão - fim de empréstimo)

DESTAQUE (JADON SANCHO)

Somando gols e assistências nas duas últimas temporadas da Bundesliga, Jadon Sancho só fica atrás de Robert Lewandowski. O jovem inglês já atrai atenção dos principais clubes do mundo e mostra em campo os motivos para isso. Ele tem habilidade e velocidade pra trazer a bola do lado do campo pra dentro da área, mas está longe de se resumir a um ponta driblador. Ele une a isso uma técnica acima da média para encontrar uma assistência ou finalizar direto pro gol, o que já o coloca como um dos melhores jogadores jovens do mundo.



FIQUE DE OLHO (JUDE BELLINGHAM)

Trazer jovens promissores de outros países para terminar a formação dele na Bundesliga está virando rotina no Borussia Dortmund. E Jude Bellingham carrega um peso extra em razão do valor que fez ele mudar de país. O Birmingham recebeu 26,5 milhões de euros pelo meia de 17 anos, o que o coloca entre as contratações mais caras da histórias do clube. A amostra ainda é mínima, mas ele já deixou boa impressão na pré-temporada e na estreia da DFB-Pokal, participando muito do jogo e dando bons passes pro ataque.



COMO JOGA E TIME BASE

O cenário da maioria dos jogos do Borussia Dortmund na Bundesliga tem o time de amarelo com a bola enquanto o adversário se defende. E para furar esse bloqueio, a equipe liderada por Lucien Favre quase não abre mão de ter a bola colada ao gramado. Exceto por alguns lançamentos de Mats Humels - capaz de deixar um companheiro na cara do gol -, a ideia é aproximar os jogadores de meio e ataque para chegar ao gol com passes curtos. Mesmo quando a bola está perto da linha de fundo, é muito raro ver o jogo aéreo em ação no BVB.

Na parte final do 1º turno da última Bundesliga, Favre parece ter encontrado sua formação ideal no 3-4-3. O posicionamento melhorou defensivamente uma equipe que só pressiona a saída de jogo do adversário logo depois de perder a bola, e prefere recuar se não retomar a posse rapidamente. Durante a pré-temporada o treinador suíço chegou a testar uma linha com quatro defensores nos amistosos. Esse "passo atrás" pode fazer sentido considerando que uma das grandes vantagens do 3-4-3 era explorar a velocidade e força ofensiva de Achraf Hakimi, que não está mais em Dortmund. No entanto, Favre já voltou aos três zagueiros no jogo pela 1ª rodada da DFB-Pokal.

 3-4-2-1: Bürki; Can, Hummels, Akanji; Meunier, Brandt, Witsel, Guerreiro; Reus, Sancho, Haaland



PALPITES

Guilherme Ferreira (Fussball BR): Luta pelo título

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.