O mercado de inverno do Hertha Berlin

Bancado por empresário milionário, o Hertha Berlin investiu fortemente nesta janela de transferências

Arte de apresentação de Krzysztof Piątek, contratação mais cara da história do clube (Hertha BSC)

Em 2019, o empresário Lars Windhorst adquiriu 49,9% das ações do Hertha Berlin, mirando fazer altos investimentos, e nas últimas duas janelas de transferências, o clube quebrou seu próprio valor recorde em três oportunidades: primeiramente com Dodi Lukebakio (20 milhões de euros), em julho de 2019, posteriormente com Lucas Tousart (25 milhões de euros) e Krzysztof Piątek (27 milhões de euros). 

Em fase de reconstrução sob o comando de Jürgen Klinsmann, o Hertha investiu 78 milhões de euros com as contratações de Santiago Ascacibar, Matheus Cunha e dos já mencionados Krzysztof Piątek e Lucas Tousart, que se apresenta apenas na próxima temporada. O valor aumenta para €111 milhões se somadas as contratações feitas na janela de julho de 2019. Tempos dourados em Berlim.

Fato é que esta reconstrução se fazia necessária, tanto para o clube, quanto para a cidade, que merece ter protagonismo dentro do futebol no país. Sobretudo os torcedores mereciam isso. Todo esse valor pode ter sido gasto em vão e os jogadores não corresponderem às expectativas? Claro, nem sempre tudo dá certo, mas ninguém acerta sem ao menos tentar, e o Hertha foi muito bem em suas decisões, agora o que vir é consequência do trabalho efetuado.

As saídas confirmadas também foram extremamente positivas, em especial a de Daishawn Redan, que foi emprestado ao FC Groningen, da Holanda — seu país natal — para se desenvolver. Ondrej Duda, Maurice Čović, Dennis Jastrzembski, Eduard Löwen, emprestados, Sidney Friede e Davie Selke, em definitivo, foram os demais a deixaram o clube.

É previsto que os jogadores emprestados retornem no começo da próxima temporada, mas nem todos devem permanecer. Ondrej Duda é o único que tem (teria) vaga cativa nesta equipe, o motivo pelo qual deixou o clube não foi devidamente explicado, algo entre ele e Klinsmann deve ter acontecido, pois, chegou a ser colocado pra atuar com a equipe U-21 do clube antes de sua saída. Daishawn Redan é o mais jovem e mais promissor deste pacote, sua saída foi ótima para benefício próprio, já que estava atuando com a equipe b na Regionalliga Nordost e não competia ao nível profissional. No período que atuou no Hertha BSC II, somou 4 gols e 2 assistências em 8 jogos.

Santiago Ascacibar

Primeira contratação feita pelo Hertha na janela de inverno, Ascacibar é um meia-campista versátil, podendo atuar também como primeiro-volante devido à boa postura defensiva. Até o momento, atuou em 3 partidas sob o comando de Klinsmann, todas na função de primeiro marcador. Destaca-se pelos combates e passes. O argentino foi contratado junto ao VfB Stuttgart e custou 11 milhões de euros.

Idade: 22 anos | Posição: Meia-Central | Valor de Mercado: €10 milhões

Santiago Ascacibar em ação pelo Hertha (Getty)

Lucas Tousart

Segunda contratação mais cara da história do Hertha Berlin, Lucas Tousart reforçará a equipe apenas na próxima temporada, por ora permanecerá atuando pelo Lyon, da França. Assim como Ascacibar, atua em mais de uma posição no meio-campo, entretanto se dá melhor defensivamente.

Idade: 22 anos | Posição: Volante | Valor de Mercado: €20 milhões


Lucas Tousart ao lado de Michael Preetz, diretor-executivo do Hertha | Divulgação/Hertha BSC

Matheus Cunha

A contratação de Matheus Cunha foi uma ótima tacada do Hertha, vide o que o garoto desempenha nas categorias inferiores da Seleção Brasileira. Técnico, bom finalizador e passador, Cunha tem tudo para deslanchar em Berlim. Custou 15 milhões de euros.

Idade: 20 anos | Posição: Atacante|Valor de Mercado: €13 milhões


Arte de apresentação de Matheus Cunha, que no momento está disputando o Torneio Pré-Olímpico com a Seleção Brasileira U-23 e ainda não pôde se apresentar no clube (Hertha BSC)

Krzysztof Piątek

Principal contratação do clube, Krzysztof Piątek chega ao Hertha em busca de reascender no cenário europeu, onde teve grande passagem pelo Genoa e bom início e depois queda brusca pelo Milan. Destaca-se pela finalização, cabeceio e bom posicionamento.

Idade: 24 anos | Posição: Atacante| Valor de Mercado: €32 milhões


Krzysztof Piątek em ação pelo Hertha (Reprodução/Twitter)

Com todos esses reforços e novos que devem chegar na próxima janela de transferências, além dos retornos dos emprestados, espera-se que a próxima temporada do clube seja melhor que está sendo esta e as anteriores.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.