Resumo 3.Liga - Parte 3

Hansa e Magdeburg decepcionam, enquanto Wurzburger, Zwickau e Bayern II realizam suas obrigações com sucesso até aqui. 

Resultado de imagem para 1.fc magdeburg"
Torcida do Magdeburg, em uma de suas festas na MDCC-Arena, casa do Magdeburg. Festa que contrasta, com a campanha da equipe na 3.liga. Fonte: Youtube oficial do clube. 

Vamos chegando a parte final deste resumo, hoje é o penultimo capítulo dessa história. Desta Vez, será a hora de falarmos de Hansa Rostock, Magdeburg, Wurzburger Kickers, Zwickau e Bayern II. Equipes bem tradicionais e que figuraram ao menos na Zweite Liga a pouco tempo, casos de Wurzburger Kickers e Magdeburg, caso onde a missão é ajudar a dar minutos e revelar bons atletas para a equipe profissional como no caso do Bayern II e por fim, equipes que há muito tempo não jogam uma Bundesliga 2 e que tem um valor na liga, que são Hansa Rostock e Zwickau.

11° - FC Hansa Rostock


Resultado de imagem para hansa rostock"
A tradicional conversa de Jens Hartel com seu elenco após a partida. Fonte: Google Imagens. 

O Hansa foi uma montanha russa neste 1° turno, começou com uma campanha fraca  no campeonato, somando 13 pontos nos primeiros 10 jogos, entretanto, após um início fraco, o mes de outubro foi muito bom terminando invicto com 9 pontos somados com 9 possíveis. E esse foi o ponto alto da temporada da equipe, de resto uma equipe com muitas dificuldades defensivas, terminando com uma média de gols sofridas de 1,4 por jogo, uma média até alta. Com as bolas aeréas sendo a principal responsavel por gerar problemas defensivos a equipe de Jens Hartel. O Ostseestadion é uma grande fortaleza para os azuis regionais da Pomerania-Meckelemburgo. Onde 71,6% dos seus pontos foram conquistados em casa, sendo o 3° melhor mandante da temporada. Os grandes destaques são: Pascal Breier, com 9 gols e 1 assistencia na liga e o goleiro Markus Kolke, que apesar dos 28 gols sofridos, é o 3°goleiros que mais evitou gols, perde apenas para Johannes Brinkies e Maximilian Schulze-Niehues, com médias de 4.1, enquanto Kolke tem 4.0.

12°- 1.FC Magdeburg


Imagem
Bjorn Rother indo comemorar com Beck seu gol contra o Braunschweig. Fonte: Twitter Oficial Magdeburg.
 Se fizessemos uma pesquisa com jornalistas e outros especialistas, com toda certeza, o Magdeburg seria eleito, a equipe decepção da temporada. A equipe que é a líder em empates na competição, empatado com Unterhaching e Waldhof Mannheim que também somam 9 empates. Saída de Stefan Kramer, que chegou com a responsabilidade de levar a equipe voltar a 2° divisão, mas saiu em baixa com uma campanha 27 pontos, 6 vitórias, 9 empates e 5 derrotas, essa campanha é referente a 3.liga. Uma equipe que perdeu muitos pontos contra os times que brigam pelo rebaixamento, foram 10 no total. Caso somasse ao menos 8 desses pontos, a equipe estaria com 35 pontos e na zona de play-offs para a 2.Bundesliga. A equipe aposta nesta parte da temporada em Claus-Dieter Wollitz, para ajudar a equipe a recuperar o tempo perdido na temporada. Wollitz, topou um desafio complicado e saindo até da sua própria zona de conforto, estava no Energie Cottbus, líder da Regionalliga Nordost, com 42 pontos, com uma campanha de 13 vitórias, 3 empates e 3 derrotas. Apesar dos momentos difíceis, o Magdeburg tem 2 bons nomes para comemorar em seu elenco e que vem ajudado bastante a equipe, são eles, Christian Beck, que marcou 8 gols e deu 5 assistencias, e o Soren Bertram, com 8 gols e 1 assistencia, com os 2 juntos sendo responsáveis por 59,2% dos gols da equipe no campeonato.

13°-  FC Wurzburger Kickers


Imagem
Gnasse festejando ao marcar um gol e ajudar a equipe. Fonte: Twitter Oficial Wurzburger Kickers. 
A equipe do sul da Alemanha fechou a primeira parte da competição na 13° posição, obteve uma campanha de 8 vitórias, 3 empates e 9 derrotas, marcou 33 gols e sofreu 40. Wurzburger que tem a defesa como principal problema, é a 3° equipe que mais concede gols a seus adversários na temporada, empatado com Preussen Munster e Sonnenhof Grossaspach. Ofensivamente, não é uma das piores equipes, é a 10° equipe que mais marcou gols na liga, tendo uma média de 1.7 gols marcados por jogos, que é a 6° melhor média de uma equipe na temporada. Perdendo apenas Ingolstadt, Duisburg, Meppen, Kaiseslautern, Hallescher e Bayern II. O que fazem esses números serem justos, é a força da equipe pelos lados do campo com Fabio Kaufmann e Albion Vrenezi, que juntos marcaram 10 gols, praticamente 1/3 dos gols da equipe de Michael Schiele. Entretanto, o grande" matador" é Luca Pfeiffer, que com 6 gols, destaca-se por bom posicionamento e oportunismo, embora seja alto (1,96 m), não é um centroavante pesadão e preso a área, contribui em apoios e passes para gol, sendo o maior assistente da equipe com 6 passes para gol. 

14° - FSV Zwickau
Resultado de imagem para fsv zwickau twitter"
Fabio Vitteritti disputando bola com seu adversário do Dynamo Dresden, num amistoso de intertemporada. Fonte: MDR.de


Os Die Schwane (os cisnes), mascote e apelido do clube. A equipe saxã, teve um começo bom/razoável na temporada, nas primeiras 10 rodadas somou 14 pontos, terminando na 10° posição, este ciclo, o que complicou, foi a parte final do turno, onde a equipe somou apenas 12 pontos em 27 possíveis, ou seja, 44,4% dos pontos e fechou o período como a sexta pior equipe do campeonato. Todavia, não foi só de decepções e lamentações a temporada, a equipe teve o 3° melhor rendimento, somando 7 pontos em 15 possíveis  nos "dérbis" entre as equipes que compoem a antiga RDA (Alemanha Oriental), que reuniu confrontos dentro da liga. A ex-Alemanha Oriental na liga é representada por Hansa Rostock (Pomerania-Meckelemburgo), Hallescher e Carl Zeiss Jena (Turíngia), Magdeburg (Saxonia-Anhalt), Chemnitzer e Zwickau (Saxonia). Outros destaques, agora dentro do campo e bola, é o goleiro Johannes Brinkies, sendo o goleiro que mais evitou gols na liga até aqui, 7 ao todo. Fabio Viteritti, com 5 gols e 5 assistencias é o jogador que comanda o meio campo da equipe e a bola parada. O jogador que mais empurra a bola para as redes adversárias é Elias Huth, que dentro da área e bem perigoso, marcando todos os seus gols na região, sendo 4 de cabeça, outros 2 de pé esquerdo, mais 2 de pé direito. Por características é um jogador mais terminal e de finalização, mas nada que impeça ele ainda de colaborar com 2 assistencias no campeonato. O experiente Ronny Konig (36), segue muito bem a cartilha, "panela velha é quem faz comida boa" cantada por Sérgio Reis, em Panela Velha. O atleta que apesar dos seus 36 anos, já deixou 6 gols e deu 2 assistencias na liga. 

15°- FC Bayern II 

Resultado de imagem para fc Bayern II"
Festa com Wriedt após um gol da equipe.  Fonte: Bavarianfootballworks.com


É mais uma equipe curiosa na liga, por ser subsidiaria do poderoso Bayern de Munique, não pode jogar a mesma divisão do clube principal, além de ser a equipe que mais arrancou pontos das equipes da parte de cima da tabela, somou 10 pontos em 15 possíveis, perdeu pontos apenas para o Waldhof Mannheim e Duisburg. Tem um papel muito mais importante em dar minutos e oportunidades a jovens formados no clube ou contratados de outras equipes, que tenham potencial e dar bons frutos para a equipe senior do Bayern, nomes como Sapreet Singh, Joshua Zirkzee, Lars Lukas Mai e Leon Dajaku. A equipe faz uma campanha dentro da expectativa, já que cair para a Regionalliga Bayern não é uma opção para Rummenigge e outros chefões do Bayern. As dificuldades defensivas, com a transição ataque-defesa e defesa da área. São os problemas, que Sebastian Hoeness, deve resolver nesta pausa. Isso afeta diretamente, nos números defensivos onde os bávaros são a segunda pior defesa da liga, com 42 gols sofridos, empatado com o Viktoria Koln. E também, foi a segunda equipe com menos clean sheets na liga, com apenas 1 jogo sem ser vazado. O destaque da equipe e 3° jogador mais velho do grupo é Okyere Wriedt, com 25 anos. Já marcou 13 gols e deu 2 assistencias. É um centroavante de boa colocação dentro da área e sendo letal com a perna esquerda, com sua canhotinha, marcou 11 de seus 13 na liga. A decepção, fica por conta de Mickael Cuisance,que foi rebaixado a equipe B para ganhar mais rodagem e minutagem, entretanto, convive com muitas lesões e fez apenas 5 jogos na temporada.




Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.