Bayern campeão da Liga dos Campeões 2019/20; veja declarações pós-jogo

O sonho de Triplet torna-se realidade!  Bayern é o rei da Europa
Divulgação/Bayern
Com gol de Kingsley Coman, o Bayern de Munique conquistou seu sexto título da Liga dos Campeões da UEFA ao bater o PSG de Neymar neste domingo (23), no Estádio da Luz em Lisboa. Um título mais que merecido que coroa a excelente temporada do Gigante da Baviera.

Confira o que falaram alguns dos campeões após a conquista do torneio!

Oliver Kahn, dirigente do Bayern: "Em novembro, Hasan Salihamidžić (ex-jogador e atualmente diretor de futebol do Bayern) disse-me que um dia gostaria de voltar a vencer a Champions League comigo. Disse e fez. Penso que a palavra decisiva é 'equipe'. E especialmente esta ambição que os jovens têm . Sempre querem mais. Sempre se percebeu que trabalharam com muita concentração por este título. Um sistema que se adapta ao time como uma luva. O PSG soube se libertar em parte, mas contra-atacamos bem. Assim se pode ter jogadores de classe mundial como Neymar ou Mbappé sob controle. Manuel Neuer defendeu duas bolas importantes. É isso que um goleiro do Bayern de Munique tem de fazer: nem sempre terá trabalho, mas terá de responder nesses momentos específicos".

Hansi Flick, técnico do Bayern: "
Estou orgulhoso da equipe. A evolução nos últimos dez meses é simplesmente sensacional. Não há tempo limite para festejar. Celebraremos como merecemos. Os meus maiores agradecimentos a toda a equipa. Há tantas pessoas que nos ajudaram, isto pertence-lhes. O fato de a equipe ter feito as coisas assim é normal. Nós vimos que o PSG tem pessoas muito boas no ataque, mas nós defendemos acima com muita bravura. Acredito que merecemos ganhar pelo nosso desempenho no segunda tempo. Nossos jogadores mostraram uma convicção absoluta de ganhar, algo muito conveniente para o treinador". Manuel Neuer: "É complicado perceber a dimensão de tudo isso logo após o término da partida. A alegria foi enorme assim que terminou, foi um alívio. Houve cinco minutos acréscimos. Estávamos todos à espera que o árbitro apitasse o fim do jogo. Trabalhamos e merecemos. É um sonho para todos nós". Thomas Müller: "É uma sensação incrível. Percorremos um caminho, no outono as sensações eram relativamente muito negativas. Mas assumimos uma dinâmica sensacional. Sentimos que merecemos. Temos personalidade, o plantel está preparado para sofrer. Hoje tivemos outra vez alguma sorte e Manuel Neuer por baixo das traves. Jogamos como pretendíamos. Não foi o nosso melhor jogo, mas estivemos dentro e acabamos por ganhar. Aliás, já falamos de quem corrigiu os erros dos outros. Muito obrigado também pelo apoio de casa". 

Kingsley Coman, eleito melhor do jogo pela UEFA: "Obviamente estou muito, muito feliz. Gostaria de enfatizar isso. Foi uma noite incrível, não só para o clube, mas também para toda a torcida. Queria fazer um bom jogo. Nada contra o PSG, mas agora estou no Bayern e queria qualquer de qualquer modo. Você tem que ser um profissional, não deveria pensar nessas coisas durante o jogo. Obviamente, é uma pena para o PSG e sinto pena deles, porque sou da mesma cidade (e revelado pelo próprio)".

Joshua Kimmich: "É o maior dia da minha carreira profissional. Não consigo descrever o que significa estar em campo com uma equipe assim. Ganhar um título com irmãos como esses é o melhor que você pode alcançar. Hansi Flick nos deu uma sensação muito boa desde o início e muita confiança. Com as vitórias, a confiança aumentou. Quando cometemos erros, encorajamo-nos uns aos outros. Hoje não estávamos isentos de erros, mas nos sentimos um pouco invencíveis. Acredito que vencemos este torneio com mérito total". 

Alphonso Davies: "Quem diria: deixo o Canadá e vou para um clube como o Bayern e ganho a Liga dos Campeões. Se alguém me tivesse dito há dois ou três anos, a minha reação teria sido: 'Mentira'. É um sonho que se tornou realidade". 

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.