Frauen-Bundesliga 2020/21: Giro da Rodada 4

Após três rodadas sem vencer, o Hoffenheim, enfim, deu uma resposta

"A rodada dos visitantes", isso define bem o que foi a quarta semana de jogos da Die Liga. Apenas um mandante venceu (Hoffenheim), todos os outros jogos foram ganhos pelos "convidados", exceto o duelo entre Freiburg e Duisburg, que terminou empatado. Confira na sequência, o resumo dos 6 jogos da rodada.


+ GUIA DA FRAUEN-BUNDESLIGA 2020/21
+ FRAUEN-BUNDESLIGA 2020/21: GIRO DA RODADA 3

HOFFENHEIM 3x1 WERDER BREMEN

O Hoffenheim, enfim, venceu a primeira nesta edição da Frauen-Bundesliga. Nas três primeiras rodadas, foram duas derrotas e um empate. Indo totalmente contra o que se esperava da equipe, que foi a surpresa da temporada anterior. 


Jogando em casa, o Hoffe precisou emplacar uma virada para conquistar os três pontos. Isto porque o Werder Bremen foi pro intervalo vencendo. 


Apesar da derrota, o Werder fez um jogo bastante correto. A primeira chegada perigosa, inclusive, foi das Werderaner aos 7 minutos. O Hoffe respondeu em seguida com Billa, mas não conseguiu marcar e, aos 20 minutos, Agata Tarczynska aproveitou um erro de domínio da defesa adversária e abriu o placar para o Werder com um baita golaço - o restante da primeira etapa foi totalmente controlada pelas visitantes, que estiveram próximas de ampliar o marcador, porém não o fizeram. 


No segundo tempo, o cenário mudou. Foi o Hoffe quem deu as ordens. Aos 50 minutos, o Kraichgauer empatou com Billa após cruzamento de Wassmuth e, dez minutos depois, virou com Franziska Harsch e ampliou com Wassmuth. Por sua vez, o Bremen nada mais criou e esteve próximo de sofrer o quarto, o que não ocorreu devido a erros de finalização do Hoffe e uma boa defesa de Pauels.


Hoffenheim: Dilfer; Rall, Wienroither, Hagel, Naschenweng; Wassmuth (88. Beuschlein), Steinert (78. Brand), Dongus, Harsch (88. Degen), Fühner (56. Krumbiegel); Billa


Werder Bremen: Pauels; Timmermann, Ulbrich, Hausicke, Lührssen (85. Hausdorff); Volkmer (68. Kofler), Gidion, Wichmann (85. Walter), Radosavljević (74. Walkling); Sehan (74. Keles), Tarczyńska




BAYER LEVERKUSEN 0x4 WOLFSBURG


Mesmo fora de casa, o Wolfsburg não teve dificuldade alguma para vencer o Bayer Leverkusen. Com 15 minutos de jogo, as Lobas já venciam por 2-0, com gols de Goessling, de pênalti, e Bremer. Rauch, com um gol olímpico, e Wolter ampliaram e fecharam a conta na segunda etapa.

Embora tenha se esforçado bastante, o Bayer nem sequer finalizou ao gol do Wolfsburg. Após inicio com duas vitórias, o B04 agora chega a sua segunda derrota seguida, enquanto as Lobas seguem fortes na caça à liderança da competição.

Bayer Leverkusen: Klink; Kerschowski (85. Vinken), Turanyi, Friedrich, Marti (46. Sahlmann); Wirtz; Zeller, Csiszar, Kögel (46. Pinther), Jessen (85. Rackow); Nikolic (46. Rudelic)


Wolfsburg: Kiedrzynek; Hendrich, Goessling, Janssen (61. Blässe), Wedemeyer (61. Dickenmann); Engen, Popp; Wolter (69. van de Sanden), Huth (75. Oberdorf), Rauch; Bremer (69. Saevik)


FREIBURG 0x0 DUISBURG

Freiburg e Duisburg fizeram o único empate da rodada e o terceiro por 0-0 da temporada. Apesar do resultado, foi uma partida bastante movimentada. 


O SCF teve o controle da partida durante todo o jogo. O Duisburg propôs alguns ameaços em bons contra-ataques, mas só. No entanto, ainda que tenha dominado, o Breisgauer não soube aproveitar as oportunidades e também teve muito azar. Diversas chances foram paradas apenas pelas traves, outras tiradas pela defesa quando já estava pronta para entrar. 


Se houvesse justiça no futebol, o Freiburg teria somado os três pontos. Mas, como não existe, cada lado levou apenas um. Para o Duisburg, foi um ponto importante e que o tirou da zona de rebaixamento. De alento para o Freiburg, fica a boa atuação apesar do empate.


Freiburg: Nuding; Karl, Steuerwald (72. Stegemann), Knaak, Vojtekovà; Hoffmann (65.Wittje), Minge, Müller (85. Buser), Bürger; Kayikci (65. Sanders), Starke


Duisburg: Kämper; Fürst, Debitzki, Hilbrands, Hochstein; Lange (46. Angerer), Günster (46. Kornieck), Morina, Zielinski; Cin (46. Cumert), O‘Riordan (90. Yekka)


SC SAND 0x3 TURBINE POTSDAM

O Turbine Potsdam segue firma na busca pelas primeiras posições. Fora de casa, as Turbinen conquistaram sua terceira vitória na competição.

As visitantes inauguraram (e ampliaram) o marcador cedo. Aos 10 minutos, o placar já apontava dois a zero para o Potsdam. O primeiro gol saiu aos 8, com Sara Agrez, de cabeça, em cobrança de escanteio; 80 segundos depois, Sophie Weidauer ampliou após um baita vacilo do Sand na saída de bola. O Sand até tentou diminuir a desvantagem ainda na primeira etapa, mas não conseguiu converter nenhuma das chances criadas. 


A "pressão" Sander continuou na segunda etapa. Porém, Melissa Kössler acabou com qualquer chance minima de reação das donas da casa ao balançar as redes de Jasmin Pal pela terceira vez aos 61 minutos.


SC Sand: Pal; Brandenburg, Moorrees, Caldwell, Sakar (75. Georgieva); Evels (46. Gentile), Balcerzak, Kreil (62. Tolmais), Loos, Schaber; Blagojevic (62. Hoppius).


Turbine Potsdam: Fischer; Nally (81. Cerci), Barth, Elsig, Agrez (55. Graf); Mesjasz, Orschmann (55. Kössler), Chmielinski (81. Dieckmann), Höbinger (62. Plattner), Ehegötz;  Weidauer.


MEPPEN 0x4 EINTRACHT FRANKFURT

O Eintracht se recuperou do empate com o Hoffenheim na última rodada e goleou o estreante Meppen, fora de casa.

Novamente, Laura Freigang foi o grande destaque da equipe. A camisa 10 das Águias marcou os dois primeiros gols da equipe na partida. O Meppen foi valente na primeira etapa e chegou a ameaçar a meta de Frohms, mas parou na própria. 


Novamente, Laura Freigang foi o grande destaque da equipe. A camisa 10 das Águias marcou os dois primeiros gols da equipe na partida. O Meppen foi valente na primeira etapa e chegou a ameaçar a meta de Frohms, mas parou na própria. 


Freigang abriu o placar com um bonito gol no contra-pé de Närdemann nos minutos da primeira etapa e ampliou no início do segundo tempo após uma sobra de bola na pequena área - que, diga-se, foi outro belo gol da centroavante e artilheira da competição, com cinco tentos até o momento.

O volume da SGE na segunda etapa foi ainda maior que nos primeiros 45 minutos - não à toa, balançou as redes três vezes - Laura Störzel e Camilla Küver marcaram o terceiro e o quarto gol, respectivamente. Se não fossem os muitos desperdícios, a goleada poderia ter sido ainda maior. 


Meppen: Närdemann; Goad, Weiss, Rolfes (65. Ihlenburg), Krug; Emmerling (54. Endemann), Becker, Fullenkamp (46. Schulte), Berentzen (65. Preuss); Flaws (65. Voitane), Winczo


Eintracht FrankfurtFrohms; Aschauer (82. Küver), Störzel (79. Köster), Kleinherne, Hechler; Pawollek, Nüsken (70. Mauon); Dunst, Freigang, Reuteler (70. Panfil); Prasnikar (79. Köster)

SGS ESSEN 0x2 BAYERN DE MUNIQUE

Na conta do chá! O Bayern fez o suficiente para vencer o bom time do Essen - que ainda não venceu jogando em seus domínios nesta edição da Frauen-Bundesliga.


O Bayern abriu o placar com um chutaço de Hanna Glas, do meio da rua mesmo, após um cruzamento de Simon pra área que resultou em um corte pouco efetivo da defesa. Klara Bühl poderia ter aumentado a conta para sua equipe aos 42 minutos - porém, não o fez. No início da segunda etapa, o Essen contou bastante com a sorte para que não fosse vazado novamente, foram 2 bolas seguidas do Bayern na trave, com intervalo de só 2 minutos entre elas. Posteriormente, o ritmo caiu e só após os 90 minutos o Bayern ampliou, com Lohmann, em cobrança de pênalti. 


O resultado manteve as vermelhas na liderança e com a melhor defesa (e, também, melhor ataque - empatado com o Wolfsburg, 13 gols marcados) da competição até o momento - 0 gols sofridos.


SGS Essen: Johannes; Klasen (79. Touon), Räcke, S. Ostermeier, L. Ostermeier; Feldkamp (79. Brecht), Senss, Baijings (66. Wamser), Laurier (85. Thiemann), Anyomi; Markou


Bayern de Munique: Benkarth; Glas, Ilestedt, Hegering (64. Wenninger), Simon (46. Laudehr); Bühl, Lohmann, Magull, Asseyi (69. Beerensteyn); Dallmann (83. Zadrazil), Schüller




SELEÇÃO DA RODADA

XI (4-3-3): Kiedrzynek; Glas, Agrez, Störzel, Janssen; Lohmann, Engen, Harsch; Wassmuth, Weidauer e Freigang. Técnico: Stephan Lerch (Wolfsburg)


A craque da rodada foi Tabea Wassmuth, do Hoffenheim. A jovem atacante, que recentemente fez sua estreia pela Seleção Alemã, teve papel fundamental na vitória da equipe, além de participar diretamente de dois gols, esteve envolvida na criação da maioria das jogadas perigosas do Hoffe. Menção honrosa para Freigang, do Eintracht.


CLASSIFICAÇÃO APÓS A QUARTA RODADA

1) Bayern de Munique - 12 pontos (+13 SG)
2) Wolfsburg - 12 pontos (+12 SG)
3) Eintracht Frankfurt - 10 pontos (+10 SG)
4) Turbine Potsdam - 10 pontos (+7 SG)
5) Bayer Leverkusen - 6 pontos (-3 SG)
6) Freiburg - 4 pontos (+1 SG)
7) Hoffenheim - 4 pontos (-3 SG)
8) SGS Essen - 3 pontos (-5 SG)
9) Sand - 3 pontos (-11 SG)
10) Duisburg - 2 pontos (-3 SG)
11) Meppen - 2 pontos (-6 SG)
12) Werder Bremen - 0 pontos (-12 SG)


JOGOS DA PRÓXIMA RODADA

07/10/2020, quarta-feira


12h00 | Turbine Potsdam x Freiburg
13h00 Bayern de Munique x Duisburg
13h00 | Wolfsburg x SC Sand
13h00 | SGS Essen x Hoffenheim
13h00 | Eintracht Frankfurt x Bayer Leverkusen

14/10/2020,  quarta-feira


13h00 | Werder Bremen x Meppen

*Com colaboração de Bruno Bezerra

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.