Werder Bremen faz história e é o primeiro campeão da etapa de pontos corridos da Virtual Bundesliga

(Foto: Werder Bremen/Divulgação)


Não é novidade para ninguém a evolução do cenário de games no mundo. Uma coisa é certa: a quantidade de jogos digitais aumentou consideravelmente nos últimos anos e, com eles, sua relevância. A popularidade de tal ambiente vem crescendo de maneira gigantesca até os tempos atuais, ainda que haja certo preconceito. Diferentemente do Brasil, o mercado de e-Sports na Europa já é algo consolidado e que engloba um alto investimento por parte de empresas e clubes de futebol.

Em 2012, a Deutsche Fußball Liga (DFL) se tornou a primeira liga profissional do ramo a ter sua própria competição de e-Football quando lançou a Virtual Bundesliga (VBL) em parceria com a EA Sports. A mesma também foi a pioneira a ser integrada diretamente na série de jogos FIFA da EA Sports. Desde o seu lançamento, a VBL tem desfrutado de uma crescente popularidade e já teve mais de 150 mil participantes.

Iniciada em 16 de janeiro deste ano, o VBL Club Championship — recém fundado pela DFL e EA Sports — teve início como parte da Virtual Bundesliga, englobando 22 clubes da Bundesliga e da 2. Bundesliga. Foram jogadas 21 partidas (sem jogos de retorno), com cada uma sendo disputada no formato “Copa Davis”: dois jogos no modo um-contra-um — um no PlayStation 4 e outro no Xbox One; o terceiro (jogo) será jogado no modo dois-contra-dois no console da escolha do clube da casa. O mesmo número de pontos é atribuído a cada vitória, o que significa que o valor final (de pontos) é a soma dos resultados dos três jogos. Antes de cada jogo, mais precisamente 48 horas, os clubes são obrigados a nomear os jogadores que irão atuar. Então, os mesmos devem ser atribuídos aos três jogos que se realizam num dia de jogo.


O principal objetivo do chaveamento da Virtual Bundesliga é a grande final. (Foto: Divulgação/DFL)

Os jogadores dos seis primeiros clubes da tabela final do VBL Club Championship se qualificam diretamente para a VBL Grand Final em maio deste ano, que concederá o título de “VBL Champion” a equipe vitoriosa. Os players dos clubes colocados na 7º a 16º posição participam dos play-offs, que é a outra maneira para potencialmente chegar a VBL Grand Final.

Com duas rodadas de antecedência, o Werder Bremen sagrou-se o primeiro campeão da história da Virtual Bundesliga. Liderando a competição desde a 4ª rodada, Mohammed “MoAuba” Harkous, Michael “MegaBit” Bittner e Eleftherios “Leftinho” Ilias fizeram valer a consistência e alcançaram um feito histórico. Apesar de terem dado um grande passo para tal, eles ainda não são os campeões gerais da Virtual Bundesliga. Como explicado acima, o VBL Club Championship é uma das maneiras para se chegar ao objetivo principal: a VBL Grand Final. Para medida de comparação, é como se o Palmeiras, último campeão do Brasileirão, terminasse em primeiro, conquistasse a taça e, ainda assim, tivesse que disputar um outro torneio com times oriundos de um mata-mata. É confuso, mas não deixa de ser um título expressivo.

Visão geral dos participantes do 2018/19 VBL Club Championship:

Bundesliga: Augsburg, Hertha Berlin, Werder Bremen, Eintracht Frankfurt, Hannover 96, Leipzig, Bayer Leverkusen, Mainz 05, Borussia Mönchengladbach, Nürnberg, Schalke 04, Stuttgart e Wolfsburg.

2. Bundesliga: Arminia Bielefeld, Bochum, Darmstadt 98, Greuther Fürth, Hamburgo, Ingolstadt, Holstein Kiel, Köln e Sandhausen.

Equipes participantes da primeira edição da Virtual Bundesliga. (Foto: DFL/Divulgação)
Estão classificadas para a VBL Grand Final: Werder Bremen, Stuttgart, Borussia Mönchengladbach, Greuther Fürth, Hannover 96 e Schalke 04. Os outros clubes que disputarão os play-offs são: Hamburgo, Wolfsburg, Augsburg, Köln, Leipzig, Ingolstadt, Bochum, Arminia Bielefeld, Mainz 05 e Eintracht Frankfurt. Foram “rebaixadas” e não continuarão na disputa do campeonato: Bayer Leverkusen, Hertha Berlin, Holstein Kiel, Darmstadt 98 e Sandhausen.

O que mais chama a atenção é o fato de Bayern de Munique e Borussia Dortmund — os dois principais times do país — ainda não possuírem representantes na competição. Indo na maré contrária, Schalke 04 e Wolfsburg, por terem sido os dois primeiros times alemães a investirem em e-Sports no geral, conseguiram continuar na competição. De qualquer forma, o caminho natural das coisas é que tenhamos praticamente todos times das duas divisões futebolísticas da Alemanha figurando na próxima edição da Virtual Bundesliga.


Antes de histórico, é um título convincente por parte do Werder Bremen. E que sirva de exemplo para que, cada vez mais, equipes de futebol invistam num segmento tão importante para a marca e para o clube em si. Atrai patrocínios, engajamento e visibilidade, além de mostrar que o clube está comprometido com o futuro dentro e fora de campo. Mesmo que existam riscos como qualquer investimento, a VBL expõe o êxito do e-Sport no meio futebolístico alemão e europeu.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.